Conheça a trajetória de Ramiro Dourado, egresso e professor do UNICEPLAC

#EgressoDeSucesso: Caroline Silva, nossa egressa de Direito que hoje é presidente!

Editoria: Egressos

Conheça nossa egressa do curso de Direito, Caroline Silva, de 24 anos, graduada no UNICEPLAC no ano de 2021, advogada, e hoje exerce a função de presidente da Comissão de Lei de Proteção de Dados da Subseção do Gama e da Santa Maria - DF e atua na área do Direito do Trabalho também. Caroline...

Conheça nossa egressa do curso de Direito, Caroline Silva, de 24 anos, graduada no UNICEPLAC no ano de 2021, advogada, e hoje exerce a função de presidente da Comissão de Lei de Proteção de Dados da Subseção do Gama e da Santa Maria - DF e atua na área do Direito do Trabalho também.

Caroline nem sempre optou pelo curso, mas assim que começou a fazer se apaixonou pelas matérias e vivências. Agora atua em uma área pela qual tem paixão em abordar e ensinar sobre, visto que a LGPD é uma lei recente na sociedade e que poucos têm conhecimento de suas diretrizes e consequências.

Confira a seguir a entrevista:

UNICEPLAC - Como se deu a escolha do seu curso?

Caroline - Não foi nem um pouco fácil, porque tinha duas opções em mente, Psicologia e Direito, mas como no início meu foco era concurso público, eu optei pelo Direito justamente pensando que seria uma área que iria me agregar muito em conhecimento para área de concursos.

UNICEPLAC - O que influenciou na sua escolha do UNICEPLAC?

Caroline - Foi saber que eu tinha uma faculdade perto da minha casa, porque durante meu ensino médio estudei em Brasília e eu percebia essa realidade de percurso de ônibus, o cansaço de chegar em casa e ainda ter que fazer as atividades, então eu optei pela comodidade e por saber que o Uniceplac era uma faculdade conceituada.

UNICEPLAC - Você tinha matérias favoritas durante o curso? Já tinha escolhido a sua área de atuação (especialidade)?

Caroline - Difícil falar qual matéria eu gostava mais, porque muitas vezes a gente casa com uma matéria durante o decorrer do curso mas quando terminamos acabamos por atuar em outra. Cheguei a gostar de Previdenciário pois foi o primeiro estágio que eu consegui; para falar a verdade eu era apaixonada pela teoria de Direito Penal, mas o que eu gostava mesmo na prática era Direito do Trabalho, e ainda assim não foi nenhuma dessas duas que eu escolhi para atuar.

UNICEPLAC - Em quais momentos da graduação mais te trouxeram felicidade?

Caroline - Foi quando cheguei ao sexto semestre e estava estagiando no instituto de previdência e, não que eu fosse seguir essa área, me tratavam como se eu já fosse uma advogada, tinha que elaborar petições e foi partindo do estágio que eu optei por advogar, eu jamais pensei em advogar quando eu escolhi o Direito porque minha visão era de concurso público. E foi no sexto semestre que toda essa visão mudou. O momento em que eu me encontrei foi maravilhoso pois eu sabia que não tinha escolhido um curso que ia me fazer infeliz ou que tinha me feito perder tempo. Acho sim que durante a graduação você tem que saber escolher, mas não a curto prazo e nem a médio e sim a longo prazo.

UNICEPLAC - Como é atuar hoje à frente de uma área que trabalha com a Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD)?

Caroline - Para mim é um desafio, porque  é uma área recente, pouco falada, divulgada, que eu realmente me encontrei. É um assunto que eu posso ficar dias e dias estudando que eu não vou me cansar do seu conteúdo; acredito que essa área é uma que se tornará muito atual na vida de todas as pessoas, visto que vivemos numa era digital.

UNICEPLAC - De que forma o UNICEPLAC contribuiu para que você conseguisse chegar onde está hoje? 

Caroline - O UNICEPLAC contribuiu para todos os meus conhecimentos adquiridos. Tive o privilégio de ter aula com excelentes professores que vou levar para toda minha vida, dentro do meu coração e dentro de uma área teórica que eu construí. Grande parte do meu conhecimento devo a cada um deles, então, o UNICEPLAC contribuiu com certeza para minha trajetória e também para as possibilidades futuras do mercado de trabalho.

UNICEPLAC - Qual conselho você daria para os atuais alunos do curso de Direito, pode ser com relação ao curso, experiência ou a empregabilidade.

Caroline - O conselho que dou é: Estudem, dediquem-se, se especializem, busquem conhecimento, não somente o que é adquirido dentro da faculdade, mas também fora dela. Por isso, eu diria para os alunos terem esperança no Mercado de Trabalho, mesmo escutando muito falar que o mercado do Direito está inflado, não podemos esquecer que existem os bons e os péssimos profissionais e nós temos que nos ater a sermos um bom profissional, reconhecido e ter o nosso diferencial. Não desista, o curso de Direito é extenso, tem horas que sim, dá vontade de desistir, mas sabemos que desistir é pior. Uma frase que me marca muito é “é melhor você ter tentado e saber que não conseguiu, do que ter fracassado antes mesmo de ter tentado.”

Saiba mais sobre o curso de Direito clicando aqui e evolua com a prática!

Egressa do Curso de Arquitetura ganha em primeiro lugar Prêmio TCC CAU/DF

Editoria: Egressos

Laís Lane de Farias Dias (25 anos), formada no segundo semestre de 2020, ganhou prêmio e menção honrosa por seu Trabalho de Conclusão de Curso do curso de Arquitetura e Urbanismo.

Laís Lane de Farias Dias (25 anos), formada no segundo semestre de 2020, ganhou prêmio e menção honrosa por seu Trabalho de Conclusão de Curso do curso de Arquitetura e Urbanismo.

Projeto intitulado como “Escola Ritmos” possui o objetivo de projetar um ambiente que auxiliasse a tirar crianças e adolescentes de situações de vulnerabilidade através do ensino das artes. 

Confira a seguir nossa entrevista com Laís acerca da vivência no curso de Arquitetura e Urbanismo.

UNICEPLAC - Como se deu a escolha do seu curso?

Laís - Na sexta série (sétimo ano), assisti um filme na escola em que o protagonista era um arquiteto, eu não sabia muito da profissão, mas vi no filme que ele fazia maquetes, e como amo miniaturas, decidi por esse curso. Eu cheguei a pensar em outras profissões quando estava no ensino médio, mas nada que cativasse meu coração.

UNICEPLAC - O que influenciou na sua escolha do UNICEPLAC?

Laís - A localidade, poder estudar perto de onde se mora economiza muito tempo.

UNICEPLAC - Você tinha matérias favoritas durante o curso? Já tinha escolhido a sua área de atuação (especialidade)?

Laís - Minhas matérias favoritas eram Bioclimatismo e Conforto ambiental, Teoria e História da Arquitetura e Urbanismo, e simpatizava com o Paisagismo. A cada semestre que passava aumentava a certeza de seguir nas áreas de Conforto e de Interiores.

UNICEPLAC - Em quais momentos da graduação mais te trouxeram felicidade?

Laís - As visitas técnicas, o primeiro dez em Projeto e as bancas finais do TCC.

UNICEPLAC - Amigos ou professores que marcaram sua graduação?

Laís - Entre os professores, a sabedoria da Fran, a rigidez do Monteiro, a paixão pela profissão da Mariana, a visão fora da caixa da Luciana, a praticidade do Octávio e a diligência em ensinar da Nicole me marcaram positivamente. E dos amigos, a Amanda Martins, que além de me ajudar com dúvidas técnicas foi um exemplo de dedicação.

UNICEPLAC - Qual sua reação ao saber que seu TCC havia sido premiado em primeiro lugar pelo Conselho de Arquitetura e Urbanismo do Distrito Federal (CAU/DF)? Como foi saber dessa conquista?

Laís - Confesso que esperava apenas uma menção honrosa, então fiquei perplexa quando descobri, mas ao mesmo tempo satisfeita em saber que valeu a pena todas as horas gastas no trabalho.

UNICEPLAC - De que forma o UNICEPLAC contribuiu para que você conseguisse ganhar esse prêmio?

Laís - Com o passar dos anos foram feitas algumas mudanças, e todas muito boas, o que fez o nível de exigência do curso aumentar gradualmente, e com ele, o nosso empenho.

UNICEPLAC - Qual conselho você daria para os atuais alunos, pode ser com relação ao curso, experiência ou a empregabilidade.

Laís - Vou dar três conselhos:

- Quando tiver uma boa ideia e ela for muito trabalhosa, ainda assim, faça! Todo esforço será recompensado;

- Se encante o mais rápido possível pela profissão, a gente não vai gostar de tudo, mas sempre tem uma área que é a nossa cara;

- Tenha um plano de carreira e converse com alguns professores sobre isso, muitos recém-formados ficam estagnados por acharem que diploma garante emprego.

Egresso passa em 2° lugar na residência em Ortopedia

Editoria: Egressos

O João Salum é recém-formado da Turma XXIX 2021/2, orgulho da instituição, familiares e amigos que o acompanharam durante a graduação. O egresso tem apenas 25 anos e sua paixão pelo esporte e a cirurgia ajudaram muito na decisão da área de residência. Conheça os detalhes dessa história de sucesso na entrevista.

João Victor Salum Andrade passou para a concorrida residência do Hospital Municipal Souza Aguiar-RJ.

O João Salum é recém-formado da Turma XXIX 2021/2, orgulho da instituição, familiares e amigos que o acompanharam durante a graduação. O egresso tem apenas 25 anos e sua paixão pelo esporte e a cirurgia ajudaram muito na decisão da área de residência. Conheça os detalhes dessa história de sucesso na entrevista.

UNICEPLAC: Como foi a sua escolha de curso? 

João Salum: A escolha se deu, de fato, durante o fim do ensino médio, porém, desde muito jovem sempre falava para os meus familiares que um dia seria “Doutor”! No início, sabia que teria que ter alguma profissão na área da saúde, até que no terceiro ano do ensino médio, pensei realmente em fazer Odontologia e seguir os caminhos da minha mãe. Muito porque tinha medo do que poderia estar por vir fazendo medicina, das responsabilidades, do tempo que teria que doar para essa profissão. Então, com a ajuda dos meus familiares, vi que não tinha do que ter medo, o certo seria tentar e ir atrás dos que eu sempre quis. Sendo assim, coloquei em todos os vestibulares a opção por medicina e aí comecei minha caminhada para tentar conquistar uma vaga dentre as poucas que se tem. 

UNICEPLAC: Quais os pontos influenciaram na sua decisão na escolha do UNICEPLAC?

João Salum: Quando eu fiz o vestibular da Uniceplac, confesso que pouco sabia da instituição. Era tudo muito novo para mim, não tinha uma real noção do tamanho da faculdade. No cursinho preparatório alguns professores falaram que seria uma boa oportunidade para nós alunos prestarmos o vestibular, pois era uma instituição que vinha crescendo e que estavam investindo muito sério na infraestrutura dos blocos de medicina. 

UNICEPLAC: Lá pelo 5° Semestre, qual era a sua matéria preferida? Já tinha escolhido a sua área de atuação (especialidade)?

João Salum: Olha... Confesso a vocês que essa é uma pergunta que, com toda certeza, terá mais de uma resposta! Tanto o quarto quanto o quinto semestres, tiveram muitas matérias importantes e fascinantes para a formação de nós, alunos! No 4º Semestre, tivemos o início do aprendizado da Semiologia e Farmacologia! Duas matérias que foram uma das mais importantes para a formação do conhecimento clínico durante o fim da graduação. Já no 5º Semestre, tivemos Anestesiologia, Neonatologia e Pediatria, Doenças Infecto Parasitárias e Saúde Mental que foram as aulas mais difíceis porém mais prazerosas durante o curso! Nesse momento, tudo começava a se encaixar e fazer sentido...

UNICEPLAC: Quais os momentos da graduação que te trouxeram mais felicidade?

João Salum: O primeiro e mais inesquecível foi a primeira semana na faculdade! A recepção dos veteranos, a sensação de ter conseguido a tão sonhada vaga e todas as festas e comemorações foi um momento único durante a graduação. Durante o curso, também tivemos outros momentos de grande felicidade, formei diversos amigos e consegui aproveitar cada momento ali com eles. Quando terminamos o “Ciclo Básico” também foi ótimo para todos da minha sala, pois naquele momento sabíamos que os próximos semestres seriam do Ciclo Clínico, aí sim, iríamos estar realmente inseridos na Medicina. Olhando para trás chega a bater uma saudade desse tempo. Que inclusive, passou muito rápido. 

UNICEPLAC: Quais os laboratórios ou salas do UNICEPLAC preferidos?

João Salum: Sem dúvida nenhuma o meu laboratório preferido foi o de Anatomia! E também foi o que mais esteve de portas abertas para todos nós. Nos tempos difíceis, ainda no início do curso, eu e muitos colegas íamos até no sábado e no domingo pela manhã tentar pegar alguma peça anatômica para estudar. 

UNICEPLAC: Amigos ou professores que marcaram a graduação?

João Salum: Acredito que todos meus colegas marcaram uma parte da minha graduação. Nos considerávamos uma família, visto que, por muito tempo passamos mais tempo juntos do que com a nossa própria família. Claro, que aqueles amigos do peito a gente sempre lembra mais (Aluyzio, Bruno Bessa, Bibi, Henrique, Ítalo e Sanches) além também do meu trio de carona que eu levarei sempre comigo eu, Malu e Jaque. 

Em relação aos professores, todos foram muito importantes em algum momento da graduação, porém não tem como esquecer de um professor que admiro e considero como um amigo, nosso grandíssimo professor de Histologia, Embriologia e Fisiologia, o Prof. Humberto Martins! Outros também que marcaram e terei como lembrança positiva são: Dr. Fernando; Dr. Marco Antônio; Dra Glória; Dr. Ari; Dr. Sérgio Miyazaki; Dr. José Paulo e Dra Patrícia Schorn.

UNICEPLAC: Como foi a escolha da sua área para a residência, questionamentos, desafios, pontos positivos e contras?

João Salum: Olha, escolher a área de residência é algo realmente bem difícil para o aluno. A maioria entra sem saber o que esperar das especialidades durante o curso e acabam mudando muito de opção, o que acho super normal! Aprendemos tantas coisas fascinantes e difíceis que acaba sendo complicado escolher. 

No meu caso, eu perguntei para todos os meus tios e primos que são médicos. Meus tios são ginecologistas e meus primos anestesistas, cirurgiões, clínicos e por aí vai. Após perguntar e tentar saber a opinião de cada um, vi que o mais combinava comigo, seria algo relacionado à cirurgia. Sendo assim comecei a pesquisar mais e mais. Quando observei na ortopedia a possibilidade de ser a área que gostaria de trabalhar. 

Desde criança sempre gostei de chutar bola e correr, fiz diversos esportes enquanto garoto. O esporte é o meu “hobby” favorito. A ortopedia me dá possibilidade de trabalhar com os dois, tanto com o meu gosto pela área cirúrgica, quanto pelo gosto ao esporte!

Pretendo me especializar, depois da ortopedia, em algo mais relacionado ao esporte e reabilitação física. 

UNICEPLAC: Como o UNICEPLAC contribuiu para você passar na residência?

João Salum: Depois de 6 anos estudando, hoje tenho muito orgulho de dizer que cada aula e cada ida nos plantões do HRG me fizeram chegar até aqui. Claro que nada disso seria possível se não tivesse meu esforço e foco nos estudos. Com toda a certeza a faculdade, a qual me orgulho, me formou da melhor maneira que poderia ser. Sou muito grato à instituição e professores que estiveram comigo nessa caminhada.  

UNICEPLAC: Qual conselho você daria para os atuais alunos, pode ser com relação ao curso, residência ou a empregabilidade.

João Salum: Àqueles que estiverem ingressando no curso, o conselho que poderia passar é ter paciência e persistência! Todos sabemos que um curso de Medicina não é fácil, mas ninguém sabe o quão difícil ou até mesmo doloroso pode ser para cada pessoa. Nos momentos em que pensarem que tudo está errado ou que não está fazendo sentido, se acalmem e reflitam no propósito de cada um de vocês de um dia serem médicos e no quanto foi difícil para cada um chegar até esse momento. Às vezes tive dúvida do que estava fazendo da minha vida, tive muito medo, porém não tive receio de pedir ajuda e tentar recolocar as coisas no devido lugar. Em relação ao curso, todos sabem que o grau de exigência e dificuldade é altíssimo, mas nunca podemos deixar que o curso acabe nos prejudicando, digo em relação à saúde física e mental. Passamos por muitas dificuldades e vemos coisas muito cruéis, infelizmente. 

Da residência, não tenham medo da especialidade que optarem, algumas são mais concorridas que as outras e a escolha não pode ser pautada apenas na dificuldade de passar. Faça o que você gosta, não tenha pressa! O mercado de medicina sempre será amplo, sempre terão novas oportunidades. O caminho mais certo, na minha opinião, é de você se apegar nas oportunidades que aparecem. Acompanhar familiares médicos, amigos e por aí vai. Criar um vínculo pode facilitar, posteriormente, para conseguir uma boa vaga de emprego. 

UNICEPLAC: Onde será a residência e como foi essa conquista?

João Salum: Passei em 2° lugar no Hospital Municipal Souza Aguiar - Rio de Janeiro - RJ, o que é uma enorme conquista para mim e para meus familiares e amigos. Estou extremamente contente e realizado por conquistar a minha tão sonhada e requisitada vaga na residência. Sou muito grato a todos os meus professores, ao curso Medcurso e Medcel. Passei por muitos momentos de insegurança e incerteza durante esses últimos anos. Se não fosse pelo apoio da minha namorada Isabela, dos meus pais João Vanderlei e Lauanda e do meu grande irmão Gustavo, tudo teria sido muito mais difícil do que já foi. 

“ O impossível é apenas uma grande palavra usada por gente fraca, que prefere viver no mundo como ele está, em vez de usar o poder que tem para mudá-lo, melhorá-lo. Impossível não é um fato. É uma opinião. Impossível não é uma declaração. É um desafio. Impossível é hipotético. Impossível é temporário. O impossível não existe.” Muhammad Ali

Conheça a trajetória de Ramiro Dourado, egresso e professor do UNICEPLAC

Editoria: Egressos

O Médico Pneumologista, Ramiro Dourado é egresso e professor aqui no UNICEPLAC. Com uma trajetória de sucesso e muito carisma, Ramiro tem 31 anos, é professor do nosso curso de medicina, medico na rede pública, cursa mestrado e ainda tem tempo para a blogueiragem e vida fitness.  Formado em julho de 2014, logo ficamos com...

O Médico Pneumologista, Ramiro Dourado é egresso e professor aqui no UNICEPLAC. Com uma trajetória de sucesso e muito carisma, Ramiro tem 31 anos, é professor do nosso curso de medicina, medico na rede pública, cursa mestrado e ainda tem tempo para a blogueiragem e vida fitness. 

Formado em julho de 2014, logo ficamos com saudade e chamamos para fazer parte do nosso corpo docente, após mostrar muita competência e inteligência no curso e posteriormente, na residência. Atualmente é professor de Clínica Médica e supervisor de estágio, além de médico da Secretaria de Saúde, trabalha na iniciativa privada e cursa mestrado em Educação em Saúde no Hospital Albert Einstein. Sem mais delongas, confira a entrevista e saiba sobre o Doutor Ramiro Dourado. 

UNICEPLAC: como foi a sua escolha de curso?  

RM: Identificação com a profissão, oportunidades do mercado de trabalho e influência da família. 

UNICEPLAC: Quais os pontos influenciaram a sua decisão na hora de escolher o UNICEPLAC? 

RM: Hospital escola, minha irmã já era aluna da faculdade, e o fato da faculdade estar localizada em uma capital. 

UNICEPLAC: Lá pelo 5° Semestre, qual era a sua matéria preferida? 

RM: Me identificava com Pneumologia,  DIP (doenças infecciosas e parasitárias) e história da medicina. 

UNICEPLAC: Quais os momentos da graduação que te trouxeram mais felicidade? 

RM: O início do internato, a formatura, os eventos esportivos que participávamos com a atlética da faculdade. 

UNICEPLAC: Quais os laboratórios ou salas do UNICEPLAC preferidos? 

RM: Laboratório de anatomia e técnica cirúrgica. 

UNICEPLAC: Amigos ou professores que marcaram a graduação? 

RM: Dra. Martha Mariana, Hematologista. Dra. Laura, Pediatra e Dra. Acimar, Cirurgião Pediátrico. 

UNICEPLAC: Como foi a construção da carreira na graduação e pós?

RM:  Fiz 6 anos do curso de medicina no UNICEPLAC, me formei em junho de 2014. No final do ano prestei prova de residência de clínica médica, e escolhi fazê-la no Hospital Regional do Gama, devido eu já conhecer a instituição, que é hospital escola da faculdade, e a maior parte dos excelentes preceptores da residência que eram os mesmos professores durante o curso de medicina. 

Após a residência de clínica médica, fui aprovado na residência de Pneumologia da Universidade Federal de Goiás e no concurso para médico da Secretaria de Saúde do DF, sendo lotado no Hospital do Gama. 

Após concluir a residência de Pneumologia, me tornei especialista, fui aprovado na prova de título da Sociedade Brasileira de Pneumologia, e fui contratado para ser professor do UNICEPLAC na disciplina de clínica médica. No Hospital Regional do Gama oriento ainda internos e residentes que passam pelo nosso estágio.

Hoje curso o mestrado em Educação em Saúde do Hospital Albert Einstein, sou Pneumologista do Hospital Regional do Gama, professor e preceptor do UNICEPLAC, e ainda trabalho na iniciativa privada.   

UNICEPLAC: Como o UNICEPLAC contribuiu para que você se tornasse o profissional que é hoje?

RM: O UNICEPLAC teve influência direta na minha formação e construção da carreira profissional. Desde a graduação me formando médico, influenciando na escolha do hospital em que eu faria minha especialização, posteriormente sendo contratado no mesmo hospital e como professor na instituição.  

UNICEPLAC: Na sua visão hoje, qual área do seu curso tem mais possibilidades de emprego?

RM: O curso de medicina do UNICEPLAC é bastante amplo e completo, fornece uma boa base para aprovação na residência médica nas diversas especialidades e ainda atuação como médico generalista. Especialidades como imunologia, infectologia e pesquisas apresentam destaques no cenário atual. 

UNICEPLAC: Qual conselho você daria para os alunos?

RM: Aproveitem as oportunidades que a instituição oferece, usem os laboratórios e os cenários de aprendizado, se destaquem na produção científica e participação nas atividades complementares. 

Quando fui aprovado no vestibular não esperava que a escolha da faculdade seria tão impactante na minha formação e ainda nos caminhos que minha vida iria seguir. Tenho um carinho e orgulho imenso de ter me formado aqui e hoje poder ser professor da faculdade. 

Durante o curso tive a oportunidade de conhecer pessoas que foram marcantes, verdadeiros defensores da saúde e educação e hoje guardo muito respeito e admiração  por elas. Dr. Aparecido Santos fundador da instituição, Professora Dra. Gloria, homenageada da minha turma e ex-coordenadora do curso de medicina e professora Lúcia, coordenadora pedagógica.

Agradeço a oportunidade de poder dividir com vocês um pouco da minha história e a participação do UNICEPLAC até aqui.