Semana Jurídica do Curso de Direito

Atualizando as definições de estudantes universitários

Editoria: Direito

 Atualizando as definições de estudantes universitários Esse ser é quase um super-herói, por tantas atividades que faz no decorrer do dia. Já acorda com pressa, toma banho, se arruma, come algo ou arruma aquela tradicional bolsa térmica. Corre e pega todos os livros e coisas necessárias para passar o dia, resumindo, vai para a luta....

 Atualizando as definições de estudantes universitários

Esse ser é quase um super-herói, por tantas atividades que faz no decorrer do dia. Já acorda com pressa, toma banho, se arruma, come algo ou arruma aquela tradicional bolsa térmica. Corre e pega todos os livros e coisas necessárias para passar o dia, resumindo, vai para a luta.

Provas, trabalhos e estágio são os principais atores dessa trama, um pouco de emoção, fome e sono também fazem parte. Bate-papo descontraído com os amigos e alguns programinhas no final de semana são um folego para começar a semana com um bom fluxo de estudos.

Lida com dúvidas sobre a área de atuação que quer seguir, às vezes rola um desentendimento no trabalho em grupo, mas nada como uma atividade inesperada para unir todo mundo de novo. Se sente feliz por fazer uma aula prática e se imaginar no futuro, trabalhando no que deseja. Descobre coisas novas todos os dias e se surpreende com o tanto de possibilidades que tem em mãos. 

Ser universitário não é uma tarefa fácil, por isso, decidimos trazer histórias de alunos nota 10, universitários raiz de diversos cursos. Com características próprias e boas histórias a serem contadas. Se você já é um deles com certeza vai se identificar, se não é, pode se surpreender com coisas que não sabia e até ver que tem algo em comum com alguns deles.

No #euuniversitário de hoje, entrevistamos o aluno Júlio César Filho, graduando do 8° semestre do curso de Direito. Júlio sempre gostou de história, filosofia, geografia e é apaixonado por literatura. Por isso pensou em fazer Direito, mas não era, até então a sua primeira opção. Com o pai militar, Júlio pensava em ser oficial do exército, médico e até professor de história.

Com família composta por militares e médicos, o direito era um novo mundo a ser descoberto. Como não tinha familiaridade com os estudos jurídicos, seu sentimento no primeiro semestre era de receio. Júlio seguiu, mesmo com receio e frio na barriga por pisar em território desconhecido, se desafiou, atuou na área cível, em estágio na Defensoria Pública onde adquiriu um grande aprendizado e ajudou muitas pessoas carentes.

Quando perguntado sobre o que mais gosta e o que menos gosta no direito, responde “O que menos gosto é a distância entre o ideal e a realidade. É desanimador estudar na faculdade um mundo que, muitas vezes, existe somente no papel. Meu sonho é poder ajudar a mudar isso. ” Já o que mais gosta é a filosofia por trás da norma, acredita que o direito é de suma importância para proteger a democracia e a dignidade do ser humano, “Penso que a lei é um instrumento poderoso e gostaria que todos a estudassem para terem uma consciência coletiva mais aguçada, compreender a norma me leva a entender melhor a sociedade onde vivo. Esse é o ponto mais divertido do curso: entender o funcionamento do Estado e as motivações por trás dessa engenharia estatal. ” Afirma.

Ser universitário para o Júlio é redescobrir diariamente a própria ignorância, com toda a carga de conhecimento diária, ele vive uma jornada constante de aperfeiçoamento. Define o universitário em uma palavra, “Aprendiz”. Como bom aprendiz e um aluno cheio de habilidades e notas boas, sabe muito de todas as áreas do seu curso e se vê um pouco indeciso quanto à área que quer atuar. Dentre muitas possibilidades, destaca a magistratura, advocacia e o Ministério Público como algumas das suas preferências.

Para além das possibilidades de atuação, também pensa em fazer especializações, “Pretendo continuar estudando até o pós-doutorado. Sonho em estudar no exterior, conhecer outros universos e assim trazer reflexões pertinentes sobre a realidade jurídica brasileira.” diz César. Sua área preferida é Direito Penal, ele pretende se aprofundar nesse ramo de estudo e matérias correlatas. Uma segunda graduação em psicologia também está nos seus projetos.

Como bom aluno e universitário raiz não descarta nenhuma possibilidade. Passa o dia todo na nossa biblioteca estudando e se preparando para o futuro e depois de muito estudo, dá uma passadinha no nosso espaço compartilhar para encontrar os amigos e conversar um pouco.

Relações familiares são impactadas durante a pandemia

Editoria: Direito

Especialista comenta sobre as alterações de guardas e regimes de visitação no isolamento social   As relações familiares também foram impactadas na pandemia. Guardas e regimes de visitação foram alterados.  Pais buscam o Poder Judiciário para lidarem com o atual cenário.  A professora do Centro Universitário do Planalto Central Apparecido dos Santos (Uniceplac) e advogada especialista em Direito...

Especialista comenta sobre as alterações de guardas e regimes de visitação no isolamento social

  As relações familiares também foram impactadas na pandemia. Guardas e regimes de visitação foram alterados.  Pais buscam o Poder Judiciário para lidarem com o atual cenário.

 A professora do Centro Universitário do Planalto Central Apparecido dos Santos (Uniceplac) e advogada especialista em Direito de Família, Jéssica Arianne Dias Almeida, explica que em alguns casos a dinâmica das relações foi alterada durante a pandemia em razão do risco de contaminação. Em outras situações, o coronavírus foi usado como pretexto para mudar acordos já estabelecidos. “Alguns pais conseguiram decisões liminares suspendendo o regime de visitas do genitor que não detinha a guarda legal unilateral do filho ou que não tinha o lar de referência da criança e do adolescente na guarda compartilhada, até que se tivesse segurança para mobilidade das pessoas em geral. Há também quem tenha se valido da medida para reverter a dinâmica anterior à pandemia. Quando se fala em relações familiares, nem sempre uma decisão judicial favorável traz o retorno esperado, mas o diálogo e o reajuste nessas relações sempre dão bons frutos.”

O Poder Judiciário Brasileiro passou a ver que muitas dessas medidas restritivas acarretavam em prejuízos para a manutenção saudável do vínculo familiar e não garantiam a proteção integral da criança ou adolescente, e foram revogadas. A flexibilização e o diálogo entre as partes são estimulados e os cuidados para prevenção à doença de responsabilidade dos pais. 

Sobre o Uniceplac

O Centro Universitário do Planalto Central Apparecido dos Santos (Uniceplac) foi inaugurado em 1987 e prioriza a excelência e constante inovação do ensino. São mais de 30 cursos, com destaque para Odontologia (o primeiro de Brasília e região), Medicina, Medicina Veterinária, Fisioterapia e Direito. Na modalidade de ensino a distância (EAD), oferece duas opções de formação: Gestão da Qualidade e Pedagogia. O UNICEPLAC é avaliado com nota máxima pelo Ministério da Educação.

Contatos Assessoria:

Re9 Comunicação

Gabriela Morais – gabrielamorais@re9comunicacao.com.br  – (61) 99149-7161 
Regina Trindade – regina@re9comunicacao.com.br – (61) 99115-5980 

Tel. 61 3328-5687 / 3328-0665

Palestra, Enade aplicado ao Direito: desafios e participações.

Editoria: Direito

A coordenação do curso de Direito, através do Núcleo Permanente de Preparo ao Enade, promoveu a palestra de abertura intitulada "Enade aplicado ao Direito: desafios e participações". A palestra foi ministrada pelo Prof. Edilson Enedino das Chagas, que delineou sobre a importância do exame, os impactos diretos e indiretos para alunos e docentes, bem como...

A coordenação do curso de Direito, através do Núcleo Permanente de Preparo ao Enade, promoveu a palestra de abertura intitulada "Enade aplicado ao Direito: desafios e participações". A palestra foi ministrada pelo Prof. Edilson Enedino das Chagas, que delineou sobre a importância do exame, os impactos diretos e indiretos para alunos e docentes, bem como o engajamento institucional para o exame de 2021.

        O palestrante enfatizou que a nota do ENADE é um importante indicador de qualificação do corpo docente e discente. Assim, a coordenação do curso, o Núcleo de Preparo ao Enade e todo o corpo docente e discente iniciaram uma caminhada pelo projeto comum de preparação para o Enade, que é também um preparo para a carreira, a cidadania, o mercado e a vida.

UNICEPLAC parabeniza os alunos aprovados na OAB, Exame XXVI

Editoria: Direito

Aprovados OAB, Exame XXVI - 2018.2         Mais uma lista de aprovados saiu e os professores e dirigentes do UNICEPLAC parabenizam os aprovados e se sentem orgulhosos por mais essa conquista. Resultado de muito estudo, esses alunos galgam mais uma conquista em suas vidas profissionais e pessoais.         E...

Aprovados OAB, Exame XXVI - 2018.2

        Mais uma lista de aprovados saiu e os professores e dirigentes do UNICEPLAC parabenizam os aprovados e se sentem orgulhosos por mais essa conquista. Resultado de muito estudo, esses alunos galgam mais uma conquista em suas vidas profissionais e pessoais.

        E o UNICEPLAC tem o sentimento de dever cumprido com essa turma. Por despender de todos os esforços para impulsionar os estudantes de Direito, se empenhando em garantir conteúdo de qualidade e professores capacitados.

        Além da realização de projetos como o “Curso Preparatório para a OAB” aos sábados, com discussão dos principais temas abordados nas provas, que faz toda a diferença para o estudante de Direito que quer seguir a advocacia e passar na OAB, capacitando-o para o melhor desempenho.

       O Lucas Robinson de Oliveira Rosa, formado em Direito no UNICEPLAC em 2018, passou no exame XXVI da OAB, e falou sobre esse momento e a importância da instituição que colabora para que o aluno consiga tornar esse sonho realidade;

            “Minha aprovação na OAB aconteceu entre o 9° e o 10° semestre, no exame XXVI, o primeiro exame que prestei. Durante a minha preparação, os professores do UNICEPLAC tiveram um papel fundamental na minha aprovação. O curso de Direito do UNICEPLAC me ofereceu uma boa base teórica para realizar o exame da ordem, bem como disponibilizou, nos finais de semana, seus professores para oficinas específicas de preparação para a primeira e segunda fase da OAB. Tais oficinas ajudaram bastante na minha preparação e aprovação. Em suma, devo agradecer a Deus, meus familiares e amigos e ao grande corpo docente do UNICEPLAC. Sem essas pessoas nada disso seria possível!”

Lista de aprovados na OAB, exame XXVI – 2018.2

Tânia Alves

 Harley Leite

Fábio Rocha

Jhéssika Santana

Lucas Rosa 

Raynara Nascimento

 Thallyson Ipiranga

 Frederico Pinheiro

Alunos de Direito realizam visita institucional ao Conselho Administrativo de Defesa Econômica - CADE

Editoria: Direito

Os alunos conheceram a estrutura do CADE e ainda participaram de uma Sessão Ordinária  No dia 20 de março, os acadêmicos do 1º e 2º semestres do Curso de Direito realizaram visita institucional ao Conselho Administrativo de Defesa Econômica – CADE. Esse tipo de vista faz parte das atividades de extensão acadêmica, sob orientação e...

Os alunos conheceram a estrutura do CADE e ainda participaram de uma Sessão Ordinária 

No dia 20 de março, os acadêmicos do 1º e 2º semestres do Curso de Direito realizaram visita institucional ao Conselho Administrativo de Defesa Econômica – CADE. Esse tipo de vista faz parte das atividades de extensão acadêmica, sob orientação e acompanhamento do prof. dr. Fernando Furlan e da profa. Risoleide Nascimento. Ao final da visita assistiram à Sessão Ordinária de Julgamento. 

Semana Jurídica do Curso de Direito

Editoria: Direito

As (Com)temporaneidades do Direito no Século XXI: Reflexões e dilemas transversais do Brasil             No último sábado 15 de março, foi realizado o encerramento da Semana Jurídica do curso de Direito. A palavra-chave desse grandioso evento foi, aprendizado. Ao longo da semana, importantes personalidades do mundo jurídico disseminaram, além de vasto conhecimento, as...

As (Com)temporaneidades do Direito no Século XXI: Reflexões e dilemas transversais do Brasil 

           No último sábado 15 de março, foi realizado o encerramento da Semana Jurídica do curso de Direito. A palavra-chave desse grandioso evento foi, aprendizado. Ao longo da semana, importantes personalidades do mundo jurídico disseminaram, além de vasto conhecimento, as suas vivências na área do Direito.

 Nessa semana, Receber os seguintes palestrantes com os correspondentes temas:

Profa. Dra. Leila Maria Da JudaBijos - Direito, Constituição e Crise: rupturas e continuidades da Democracia no século XXI.

Advogada criminalista Marilia Gabriela Gil Brambilla - O Direito e Elas: carreiras, poderes e símbolos no mundo jurídico, sob a perspectiva da Mulher.

Ministra Dora Maria da Costa - Direitos Sociais, Trabalho e Cidadania: entre demandas históricas e recursos limitados.

Prof. Dr. Saul Tourinho Leal - Direito, Tecnologia e Informação: avanços e dilemas legais para a inovação no Brasil.

Dra. Patrícia Perrone Campos Mello - Direito e Meio Ambiente: impactos sociais e jurídicos da (des)regulamentação e mercadorização de bens ambientais.

        A semana do Direito é um complemento de conteúdo fora de sala de aula, muito importante para o aluno conhecer a fundo os assuntos que permeiam o Direito na contemporaneidade e entender mais sobre as áreas. O contato com os palestrantes, ajuda na assimilação do conhecimento, através das experiências vividas por eles. A discussão dos temas estimula o senso crítico dos alunos ajudando os, a entender a atual realidade social.

    Aqui ficam os agradecimentos de toda a instituição aos palestrantes que repassaram seus conhecimentos, e aos alunos, que participaram e usaram essas palestras para construir mais um degrau de suas carreiras.