UNICEPLAC oferece acompanhamento nutricional gratuito

Aconteceu: Evento em comemoração ao Dia do Nutricionista

Editoria: nutrição

O tema foi Manejo Nutricional na Síndrome do Ovário Policístico No dia 30 de agosto o curso de nutrição promoveu evento em comemoração ao Dia do Nutricionista. O evento aconteceu no período noturno no auditório verde, estiveram presentes os professores e coordenadora do curso e alunos.  Na ocasião foi ministrada palestra de Manejo Nutricional na...

O tema foi Manejo Nutricional na Síndrome do Ovário Policístico

No dia 30 de agosto o curso de nutrição promoveu evento em comemoração ao Dia do Nutricionista. O evento aconteceu no período noturno no auditório verde, estiveram presentes os professores e coordenadora do curso e alunos. 

Na ocasião foi ministrada palestra de Manejo Nutricional na Síndrome do Ovário Policístico, pelo palestrante Samuel Barros egresso do curso de Nutrição.   

O Prof. Doutor Rafael Olher do curso de Educação Física e aluno do curso de Nutrição foi o mediador do evento e também acrescentou a importância da atividade física para tratar a Síndrome do Ovário Policístico junto do Manejo Nutricional.

Confira as fotos do evento.

Como tratar transtorno de ansiedade com alimentação saudável

Editoria: nutrição

Hoje é o Dia da Saúde e Nutrição, e a aluna Fernanda rodrigues veio dar umas dicas de alimentação para quem tem ansiedade  A pandemia do COVID-19 acarretou um aumento significativo no número de pessoas com transtorno de ansiedade. Esta patologia apresenta como sintomas, reações fisiológicas como taquicardia, falta de memória e atenção, sudorese, tontura,...

Hoje é o Dia da Saúde e Nutrição, e a aluna Fernanda rodrigues veio dar umas dicas de alimentação para quem tem ansiedade 

A pandemia do COVID-19 acarretou um aumento significativo no número de pessoas com transtorno de ansiedade. Esta patologia apresenta como sintomas, reações fisiológicas como taquicardia, falta de memória e atenção, sudorese, tontura, desespero, irritação, excesso de preocupação, falta de interação social, diminuição do rendimento profissional entre outros.

Segundo estudos, o estado de ansiedade tem relação com a alimentação inadequada. Devido ao período de confinamento, muitos se sentem mais estressados, e durante o estresse prolongado, o corpo libera cortisol, que aumenta a sensação de fome. Por isso, muitos excedem o consumo de proteínas, gordura e carboidratos.

Para auxiliar o tratamento do transtorno ansioso e equilibrar a alimentação é recomenda a ingestão de ácidos graxos essenciais, como o Ômega 3, que tem impacto significativo nas funções fisiológicas do organismo e é utilizado como mediador inflamatório. Os alimentos ricos em Ômega 3 são: óleos vegetais, oleaginosas, como a amêndoa e a castanha, frutos do mar, atum, anchova, carpa, arenque, salmão, sardinha, linhaça e cereais são recomendados em quantidades equilibradas.

Magnésio e vitaminas do complexo B também são recomendados, pois, auxiliam na reconstrução de tecidos, inclusive no cérebro e sistema nervoso. Castanha do pará, semente de gergelim, semente de linhaça, castanha de caju, amendoim e aveia são alimentos fonte de magnésio. E as vitaminas do complexo B devem ser obtidas através de alimentos como carnes, ovos, leite e derivados, cereais e grãos.

RECEITA CEIA NATALINA

Editoria: nutrição

Receitinha de Natal   ?O Natal está chegando e embora não possamos comemorar como nos anos anteriores, o uniceplac não quer que a sua ceia natalina perca o sabor e a tradição. A professora de Nutrição Caroline Vogado trouxe uma dica de ceia de natal completinha, com entrada, prato principal e sobremesas, para você ficar felizão e...

Receitinha de Natal 

 ?O Natal está chegando e embora não possamos comemorar como nos anos anteriores, o uniceplac não quer que a sua ceia natalina perca o sabor e a tradição. A professora de Nutrição Caroline Vogado trouxe uma dica de ceia de natal completinha, com entrada, prato principal e sobremesas, para você ficar felizão e super satisfeito. Acompanhe!

#dicauniceplac

Assita aos dois vídeos com o preparo 

 Lombo suíno com abacaxi

Ingredientes:

1 lombo de porco; 

1 abacaxi médio;

Suco de 1 limão;

3 colheres de sopa de salsinha;

Folhas de louro a gosto;

Sal a gosto.

Modo de preparo

 Faça alguns cortes no lombo para que as fatias de abacaxi possam ser colocadas. Não corte até o final, deixe de 1 a 2 cm. Em um recipiente, misture o suco do limão, as folhas de louro e o sal. Limpe o abacaxi e corte em fatias. Depois passe o tempero no lombo inteiro e coloque as fatias de abacaxi nas aberturas feitas no lombo. Unte uma forma, coloque o lombo e despeje o restante do tempero sobre ele. Cubra com papel alumínio. Asse em forno pré-aquecido por cerca de 40 minutos, retire o papel e deixe dourar. Depois de assado, coloque o lombo em uma travessa.

Salpicão

1 peito de frango

1 cenoura

5 xícaras de casca de melancia

2 colheres (sopa) de limão

1 cebola picada

1 ramo de salsinha picada

1 colher de sopa de cebolinha picada

 Maionese de castanha

1 xícara de castanhas (deixa de molho por 4h)

1 colher de sopa rasa de mostarda

1 colher de óleo de coco 

Suco de 1 limão

100ml de água

Sal a gosto

Bata tudo no liquidificador até ficar homogêneo. Reserve.

 Modo de preparo

Cortar o frango em pedaços pequenos e colocar para cozinhar com água e sal. Após cozido, desfiar e deixar resfriar. Ralar a casca de melancia e levar ao fogo com água e sal, escorrer e reservar. Refogar a cebola até dourar. Acrescentar o frango desfiado, salsinha, cebolinha e refogar mais um pouco. Após, misturar todos os ingredientes e levar a geladeira.

Guirlanda de Brownie

3 ovos

150g de chocolate 70% cacau

100g de óleo de coco

70g de farinha de trigo

1 xic de açúcar demerara

Modo de preparo

Derreta o chocolate com o óleo de coco em banho-maria,e depois deixe amornar. Em uma tigela, misture os ovos com o açúcar, depois acrescente a mistura de chocolate e por fim a farinha.Leve para assar em fôrma de 18 cm untada com óleo, em forno pré-aquecido a 180° por aproximadamente 20 minutos.

Cupcake red velvet:

1 e 1/2 xícara de farinha de trigo orgânica

1 pitada de sal

1 colher de chá rasa de bicarbonato de sódio

2 colheres de sopa bem rasas de cacau em pó

6 beterrabas pequenas

2 colheres de chá de vinagre de arroz

3 colheres de sopa de suco de limão

8 colheres de sopa (100g) de manteiga sem sal em temperatura ambiente

1 xícara de açúcar

2 ovos

1 colher de chá de extrato de baunilha

1/2 xícara de iogurte natural sem açúcar

Modo de preparo

A farinha orgânica é mais clara que a farinha comum, por isso ela ajuda o bolo a ficar vermelho vivo. Se você usar farinha de trigo comum, a cor do seu bolo ficará vermelho terroso ou amarronzado. Para a cor do bolo ficar bem bonita é essencial reduzir bastante o suco de beterraba. Quanto mais concentrado ele estiver, mais bonita ficará a cor do seu bolo.

Cobertura red velvet (não usamos o creme de leite)

680 g de cream cheese em temperatura ambiente

1/2 xícara (110g) de manteiga em temperatura ambiente

4 xícaras (500g) de açúcar de confeiteiro

5 colheres de sopa de creme de leite

Modo de preparo

Em uma batedeira, acrescente o cream cheese e a manteiga e bata em velocidade média por 3 minutos. Reduza a velocidade para baixa e junte o açúcar. Quando o açúcar estiver incorporado, aumente a velocidade para máxima e deixe bater por 3 minutos. Acrescente o creme de leite e misture. Reserve até a hora de montar. Pode ser refrigerado, mas a cobertura é mais fácil de espalhar quando está em temperatura ambiente.

Farofa panko

250g gramas de panko

100 g de bacon

1 cebola pequena

1 pitada de sal

1/2 maço de salsinha pícada

Modo de preparo

Pique o bacon e a cebola em cubos. Coloque o bacon na frigideira quente e deixe soltar sua gordura fritando até adquirir crocância. Adicione a cebola e deixe fritar até ficar transparente.

Coloque a farinha e misture tudo.

Adicione uma pitada de sal. Desligue o fogo e em seguida misture a salsinha picada.

Nutricionista alerta para os riscos do excesso na ingestão diária de proteínas e para a importância de consumir carboidratos

Editoria: nutrição

O consumo em excesso de proteínas pode causar problemas renais, como pedras nos rins, sobrecarga hepática e até sobrepeso A ingestão de proteínas é fundamental para manter o bom funcionamento do corpo. Entretanto, em excesso, pode causar problemas renais, irritabilidade, aumento da gordura corporal e problemas hepáticos. Uma dieta com restrição de carboidratos pode ainda...

O consumo em excesso de proteínas pode causar problemas renais, como pedras nos rins, sobrecarga hepática e até sobrepeso

A ingestão de proteínas é fundamental para manter o bom funcionamento do corpo. Entretanto, em excesso, pode causar problemas renais, irritabilidade, aumento da gordura corporal e problemas hepáticos. Uma dieta com restrição de carboidratos pode ainda trazer graves consequências para o organismo.

Segundo o nutricionista e docente do Uniceplac, Edilson Nascimento, algumas pessoas recorrem a dietas restritivas à base de proteína para perder peso, ganhar massa magra ou melhorar o desempenho da musculação e até podem alcançar resultados positivos, entretanto, a dieta rica em proteínas a longo prazo traz resultados ruins, porque a carência de outros elementos, como o carboidrato, pode provocar a falta de energia e fraqueza e até favorecer o ganho de peso. O profissional alerta ainda que a alimentação hiperproteica só deve ser utilizada como estratégia nutricional para alcançar certo objetivo e nunca como estilo de vida.

O nutricionista destaca que os carboidratos são essenciais na alimentação equilibrada, pois são responsáveis pelas reservas de energia nos músculos. “Sua falta compromete o organismo, causando fadiga, cansaço e tonturas. Com a falta dos carboidratos, o corpo tende a converter gordura em energia, acarretando a liberação de corpos cetônicos (moléculas de energia produzidas pelo fígado a partir da quebra de gordura), que em altos níveis podem ser prejudiciais.”, explica. Além disso, devido ao alto consumo de proteínas ocorre o aumento da concentração de homocisteína, composto químico que eleva o risco de problemas cardiovasculares. Pode ocorrer ainda a queda de serotonina, levando a irritabilidade, ansiedade, depressão e insônia.

Os corpos cetônicos são moléculas de energia produzidas pelo fígado a partir da quebra de gordura. A produção dessas moléculas de quatro carbonos aumenta quando os níveis de insulina estão baixos e o hormônio glucagon está alto o suficiente (através do jejum ou da restrição de carboidratos, na Dieta Cetogênica).

De acordo com a OMS, o ideal é que pessoas que não praticam atividades físicas consumam diariamente entre 0,8 e 1 grama por quilo de peso. Por exemplo, uma pessoa de 50 kg deve consumir 50 gramas de proteína por dia. No caso de pessoas que praticam atividades físicas a quantidade varia de 1 a 2 gramas por quilo diariamente, dependendo da atividade e do tempo que praticam.

Alimentação inadequada pode agravar o estresse e a depressão

Editoria: nutrição

No Dia Mundial da Alimentação, profissional alerta para a relação entre o consumo excessivo de açúcar, gordura e ultra processados e a saúde mental A ingestão excessiva de açúcar, gordura e alimentos ultra processados podem agravar quadros de estresse e depressão. Uma alimentação equilibrada pode potencializar o tratamento de transtornos mentais.  O primeiro dos alimentos...

No Dia Mundial da Alimentação, profissional alerta para a relação entre o consumo excessivo de açúcar, gordura e ultra processados e a saúde mental

A ingestão excessiva de açúcar, gordura e alimentos ultra processados podem agravar quadros de estresse e depressão. Uma alimentação equilibrada pode potencializar o tratamento de transtornos mentais. 

O primeiro dos alimentos promotores do desequilíbrio no corpo é o açúcar. De acordo com a nutricionista, com o consumo excessivo da substância, o corpo libera mais cortisol, de forma incorreta. “Quando esse hormônio [o cortisol] está elevado, a pessoa pode sentir interferências no sono, além de resposta imunológica baixa e dores de cabeça. Vale lembrar que quanto mais consumimos, maior será a nossa necessidade por açúcar, e que a ingestão da substância em excesso contribui para o aumento da ansiedade, da depressão e outros transtornos mentais.”, explica a professora do Uniceplac e nutricionista, Paula Uessegue.

A profissional alerta ainda que uma alimentação abundante em gordura, especialmente frituras, pode aumentar as chances de estresse para o organismo. “Uma dieta com abundância de gordura altera o funcionamento do intestino e causar episódios de diarreia ou constipação. Isso pode afetar o humor e a concentração, aumentando a possibilidade de surgimento de desordens mentais.”, explica.

De acordo com Paula, uma dieta com predominância de alimentos ultra processados é pobre em zinco, magnésio e selênio, o que causa alterações hormonais e favorece a ansiedade, a depressão e alterações de humor. Uma alimentação rica em produtos in natura, verduras, legumes e frutas auxilia o corpo no combate a esses males.

Para pessoas já diagnosticadas com transtornos mentais, a união entre medicação e alimentação, prescritos por um médico ou nutricionista, pode contribuir para a melhora do bem estar. “A combinação entre medicação prescrita e alimentação equilibrada, com os nutrientes necessários, potencializa o tratamento e favorece o desmame de medicamentos”, finaliza.

Sobre o Uniceplac

O Centro Universitário do Planalto Central Apparecido dos Santos (Uniceplac) foi inaugurado em 1987 e prioriza a excelência e constante inovação do ensino. São mais de 30 cursos, com destaque para Odontologia (o primeiro de Brasília e região), Medicina, Medicina Veterinária, Fisioterapia e Direito. Na modalidade de ensino a distância (EAD), oferece duas opções de formação: Gestão da Qualidade e Pedagogia. O UNICEPLAC é avaliado com nota máxima pelo Ministério da Educação.

Dia da pizza com receitinha caseira

Editoria: nutrição

Sextouuuuuu! Eeeeee essa semana só poderia acabar em Pizza, tem jeito melhor? não! A professora Carolina Vogado, do curso de nutrição, testou umas receitinhas de massa para pizza caseira e indicou uma para nós. Então já pode ir comprar os ingredientes que hoje vamos sextar daquele jeito.  Obs: A pizza da foto foi feita pela...

Sextouuuuuu! Eeeeee essa semana só poderia acabar em Pizza, tem jeito melhor? não!

A professora Carolina Vogado, do curso de nutrição, testou umas receitinhas de massa para pizza caseira e indicou uma para nós. Então já pode ir comprar os ingredientes que hoje vamos sextar daquele jeito. 

Obs: A pizza da foto foi feita pela professora Carolina, com essa receita de massa e um recheio bem saboroso e leve.

Essa quantidade de ingredientes da massa para 4 a 5 pizzas, dependendo da espessura que você vai deixar a massa.

Ingredientes 

  • 6 xícaras (chá) de farinha de trigo (cerca de 840 g)
  • 2 colheres (sopa) de fermento biológico seco (20 g)
  • 2 colheres (chá) de açúcar
  • 2 colheres (chá) de sal
  • 2 ½ xícaras (chá) de água morna
  • ¼ de xícara (chá) de azeite
  • farinha de trigo para polvilhar a bancada
  • azeite para untar a tigela

Modo de Preparo 

  1. Numa tigela, misture o fermento e o açúcar. Regue com a água morna e, com uma colher, misture bem para dissolver. Deixe em temperatura ambiente até espumar – cerca de 5 minutos. 
  2. Enquanto isso, na tigela da batedeira, misture a farinha com o sal e abra um buraco no centro. Separe uma tigela ou outro recipiente grande e unte com 2 colheres (sopa) de azeite – ela tem que ter espaço suficiente para a massa crescer bastante. 
  3. Assim que espumar, despeje a mistura de fermento no centro da tigela com farinha. Adicione ¼ de xícara (chá) de azeite e misture, com uma espátula, apenas para incorporar. 
  4. Para sovar a massa: encaixe a tigela na batedeira com o gancho; comece a bater em velocidade baixa por 5 minutos; aumente a velocidade, aos poucos, para alta e deixe bater por mais 15 minutos até formar uma massa lisa – ela vai descolar da lateral da tigela e formar uma bola no gancho da batedeira. 
  5. Com as pontas dos dedos (ou uma espátula), desgrude a massa da tigela da batedeira e transfira para o recipiente untado com azeite. Cubra com filme e deixe descansar por 1 hora, até crescer e dobrar de volume. 
  6. Quando faltar 30 minutos para completar o tempo de crescimento da massa, preaqueça o forno a 250 ºC (temperatura alta). Se for utilizar uma assadeira de pedra sabão, coloque-a dentro do forno ainda frio para aquecer desde o início – caso contrário, ela pode rachar com o choque térmico. 
  7. Polvilhe uma bancada lisa com farinha de trigo; transfira a massa de pizza para a bancada e, com uma espátula (ou faca) divida em 4 porções. Separe uma porção da massa para abrir e cubra o restante com um pano de prato para não ressecar. 
  8. Com o rolo de macarrão, abra a massa formando um círculo de cerca de 30 cm de diâmetro – lembre-se de sempre polvilhar a bancada com farinha para a massa não grudar. Antes de levar ao forno para assar, escolha o recheio da sua pizza. Lembrando que você pode rechear com o que tiver em casa
  9. Se você quiser com o recheio igual o da professora Carolina Vogado, Coloque pasta de tomate sobre toda a pizza. Cubra com queijo mozarela. Na metade coloque os tomatinhos cereja cortadinhos em rodelas. Finalize com uma fatia de gorgonzola cortada em cubinhos e manjericão. Na outra metade coloque abobrinha laminada e  finalize com fatias de queijo de cabra. Depois é só levar ao forno e saborear.

COMO ARMAZENAR, CONGELAR E DESCONGELAR

Utilize a seguir ou, se preferir, embale individualmente com filme e armazene na geladeira por 3 dias ou no congelador por até 1 mês. Para descongelar, deixe em temperatura ambiente por cerca de 2 horas antes de usar; se estiver na geladeira, deixe em temperatura ambiente por 30 minutos antes de usar.

*Receita de massa retirada do site: Panelinha.com e o recheio feito pela professora Carolina com o que ela tinha em casa. 

Alunos de nutrição participam de evento do Conselho Regional de Nutricionistas

Editoria: nutrição

O evento "Nutrindo com ética" educou sobre o processo ético disciplinar   No dia 23 de abril, nossos alunos de Nutrição participaram do evento “I Nutrindo com Ética” promovido pelo Conselho Regional de Nutricionistas da 1°Região, na Universidade de Brasília - UNB.  No encontro, os estudantes de Nutrição aprofundaram os seus conhecimentos sobre o papel do...

O evento "Nutrindo com ética" educou sobre o processo ético disciplinar  

No dia 23 de abril, nossos alunos de Nutrição participaram do evento “I Nutrindo com Ética” promovido pelo Conselho Regional de Nutricionistas da 1°Região, na Universidade de Brasília - UNB.

 No encontro, os estudantes de Nutrição aprofundaram os seus conhecimentos sobre o papel do CRN e das demais entidades profissionais. Também foi exposto sobre o Código de Ética e Conduta do Nutricionista e a Ética nas Mídias Sociais, e o processo ético disciplinar. 

UNICEPLAC oferece acompanhamento nutricional gratuito

Editoria: nutrição

  Quer uma dieta para chamar de sua? O UNICEPLAC vai te ajudar oferecendo acompanhamento nutricional gratuito à comunidade.           Se alimentar de forma certa é essencial para ter uma vida saudável e prevenir doenças, além de ajudar na disposição e na manutenção das medidas ideais. Para isso é preciso de acompanhamento personalizado feito por...

  Quer uma dieta para chamar de sua? O UNICEPLAC vai te ajudar oferecendo acompanhamento nutricional gratuito à comunidade.

          Se alimentar de forma certa é essencial para ter uma vida saudável e prevenir doenças, além de ajudar na disposição e na manutenção das medidas ideais. Para isso é preciso de acompanhamento personalizado feito por nutricionista.

        O UNICEPLAC,por meio do curso de Nutrição, está oferecendo gratuitamente à comunidade o acompanhamento nutricional. Nas consultas serão realizadas análises do seu biótipo para a construção da dieta ideal que atenda às suas necessidades, traçando um plano estratégico, com metas e objetivos a serem alcançados.

       Os atendimentos iniciarão no dia 12 de março e são para adultos, crianças, praticantes de atividades físicas e pacientes com patologias (diabetes, dislipidemia, doenças autoimunes, hipertensão, câncer, entre outras). As consultas são as terças e sextas-feiras. Para participar é necessário agendar seu horário pelo número (61) 3035-3957 de segunda a sexta das 13h às 19h.