UNICEPLAC adquire novos simuladores e mesa anatômica para o curso de Medicina Veterinária

Curso de Medicina Veterinária ganha Simulador Bovino de alta fidelidade

Editoria: Medicina Veterinária

O nosso curso de Medicina Veterinária ganhou um Centro de Simulação Realística equipado com Simulador Bovino de alta fidelidade. O Hereford Friesen é um simulador para treinamento avançado com tamanho natural de um animal. O simulador também conta com um bezerro para treinamento de parto. Somos a única instituição no DF a oferecer esse tipo de ferramenta para agregar à formação de seus alunos.

O simulador permite treinamento avançado com tamanho natural de um animal

O nosso curso de Medicina Veterinária ganhou um Centro de Simulação Realística equipado com Simulador Bovino de alta fidelidade. O Hereford Friesen é um simulador para treinamento avançado com tamanho natural de um animal. O simulador também conta com um bezerro para treinamento de parto. Somos a única instituição no DF a oferecer esse tipo de ferramenta para agregar à formação de seus alunos.

O simulador serve para treinamento avançado na  resolução de problemas que dificultam o parto. Conta ainda com úbere (teta) funcional com tanque de leite, com capacidade de simular leite mastítico, que seria produzido pelo animal com mastite. A mastite causa uma inflamação na teta alterando as características do leite produzido.

“Este novo recurso efetivo e inovador permitirá a ampliação das relações entre teoria e prática, oferecendo oportunidades de aprendizagem e treinamento, contribuindo de forma valiosa para a formação profissional dos nossos alunos.”, explica Daniella Mendes, coordenadora do curso.

Tecnologia e prática no curso de Medicina Veterinária 

Encaramos a tecnologia e a prática como fortes aliadas na formação dos alunos, já que contribuem para prepará-los para situações reais. Nosso curso, avaliado com nota máxima pelo MEC, conta também com mesa anatômica virtual 3D, amplo Laboratório de Anatomia, moderno Biotério, bonecos simuladores de pequenos animais para a prática de habilidades.

Salas de cirurgia de grandes e pequenos animais, fazenda com animais de grande porte e laboratório de reprodução animal. Além deste grande diferencial, o curso é o único que conta com clínica veterinária no próprio campus, que possibilita a prática constante, com atendimentos à comunidade em diversas especialidades. Com todo o aparato teórico e tecnológico recebido durante a graduação, nosso aluno sai completo para o mercado de trabalho, com experiência nas mais diversas áreas da Veterinária. 

Curso de Medicina Veterinária do Uniceplac conta com tecnologia de ponta para preparar seus alunos

Editoria: Medicina Veterinária

¬Simulador bovino permite treinamento avançado com tamanho natural de um animal¬ O Curso de Medicina Veterinária do Uniceplac conta com mais uma inovação, o simulador bovino Hereford Friesen para treinamento avançado com tamanho natural de um animal. O simulador também conta com um bezerro para treinamento de parto. A instituição é a única no DF a oferecer esse tipo de ferramenta para...

¬Simulador bovino permite treinamento avançado com tamanho natural de um animal¬

O Curso de Medicina Veterinária do Uniceplac conta com mais uma inovação, o simulador bovino Hereford Friesen para treinamento avançado com tamanho natural de um animal. O simulador também conta com um bezerro para treinamento de parto. A instituição é a única no DF a oferecer esse tipo de ferramenta para agregar à formação de seus alunos.
O simulador serve para treinamento avançado na  resolução de problemas que dificultem o parto. Conta ainda com úbere (teta) funcional com tanque de leite, que tem capacidade de simular leite mastítico, que seria produzido pelo animal que tem mastite. A mastite causa uma inflamação na teta alterando as características do leite produzido.
“Este novo recurso efetivo e inovador permitirá a ampliação das relações entre teoria e prática, oferecendo oportunidades de aprendizagem e treinamento, contribuindo de forma valiosa para a formação profissional dos nossos alunos.”, explica Daniella Mendes, coordenadora do curso de Medicina Veterinária.
O Uniceplac encara a tecnologia como forte aliada na formação dos alunos, já que ela pode contribuir para prepará-los para situações reais. O curso de medicina veterinária, avaliado com nota máxima pelo MEC, conta também com mesa anatômica virtual 3D, bonecos simuladores de pequenos animais, salas de cirurgia de grandes e pequenos animais, biotério fazenda escola e clínica veterinária dentro do campus, além de laboratório de reprodução animal.

Egressa de sucesso, aprovada no mestrado do IFG para a área de Zootecnia

Editoria: Medicina Veterinária

Nossa egressa do curso de Medicina Veterinária, Lídia Caroline Ferreira Cruz, de 22 anos, foi aprovada no mestrado do Instituto Federal Goiano – IFG para a área de Zootecnia, na linha de pesquisa em Nutrição Animal. Sua história nos ensina a nunca desistir do que queremos. Quer conhecer um pouco mais da trajetória da Lídia?...

Nossa egressa do curso de Medicina Veterinária, Lídia Caroline Ferreira Cruz, de 22 anos, foi aprovada no mestrado do Instituto Federal Goiano – IFG para a área de Zootecnia, na linha de pesquisa em Nutrição Animal. Sua história nos ensina a nunca desistir do que queremos. Quer conhecer um pouco mais da trajetória da Lídia? Acompanhe a entrevista  

UNICEPLAC: Fala um pouco sobre você, como se sente com essa conquista e quem te ajudou na jornada até o mestrado? 

Lígia Cruz: Hoje, tenho 22 anos, já Médica Veterinária e mestranda, e tenho muito a agradecer os meus professores e o Uniceplac por essa conquista. 

Agradeço a Deus pelo dom da vida, aos meus pais, Domingos e Bárbara que sempre estiveram ao meu lado e são a minha base, aos meus amigos por acreditarem em mim, e em especial ao Fábio Estevão, meu namorado, e a Lethícia Referino, minha amiga, que acreditaram em mim e me ajudaram muito durante o processo seletivo do Mestrado. 

Hoje estou muito feliz por ter tido essa oportunidade. Aprendi que nunca posso desistir dos meus sonhos, por mais que o caminho seja difícil e te desmotive, sempre há algo melhor, Deus nunca desampara. 

Sempre acreditei que um dia eu conseguiria, e consegui. Essa oportunidade que surgiu em minha vida me fará trilhar novos caminhos e escrever uma nova história, mas nunca perder o sentido de viver o que sempre quis. 

UNICEPLAC: Como foi o processo seletivo? 

Lídia Cruz: Eu estava tentando fazer residência em clínica médica e cirúrgica de grandes animais, porém não tive sucesso. E estava me planejando pra fazer uma especialização pra não parar no tempo. Um dia, minha mãe me enviou no whatsapp o link do processo seletivo do Instituto Federal Goiano - IFG em Rio Verde para Mestrado.  

Então eu fui ler o edital e decidi me inscrever, eu fiquei durante uma semana trabalhando em um pré projeto, tive ajuda essencial do Fábio Estevão, meu namorado, e da Lethícia Referino, minha amiga. Eles foram essenciais para o desenvolvimento do meu projeto.  

Quando enviei meu projeto e meus documentos para inscrição, fiquei muito ansiosa e com frio na barriga, por medo de não consegui porque eu já havia feito dois processos seletivos e não tive sucesso, mas ao mesmo tempo aquela esperança de dar tudo certo. 

Então eu fui aprovada na primeira etapa e fui convocada a comparecer na Instituição para a defesa do projeto, depois disso fiquei uma semana sem conseguir dormir esperando o resultado, até que dia 17 de fevereiro chegou, e quando entrei no site e olhei o resultado final, APROVADA. 

Eu fiquei sem reação, sem acreditar, li o resultado várias vezes pra ter certeza. Mas graças a Deus deu tudo certo. O Mestrado foi uma oportunidade que surgiu e eu abracei, sonhei em consegui, trabalhei muito por isso, e fui agraciada com o resultado. 

UNICEPLAC: A área em que vai fazer o mestrado sempre foi a sua área de interesse ou você descobriu depois de formada? 

Lídia Cruz: Vou fazer o Mestrado em Zootecnia, na linha de Nutrição Animal. Eu sempre tive vontade de trabalhar com grandes animais, independentemente da área. E quando fiz estágio na área de produção de Bovinos, me despertou muito o interesse. 

UNICEPLAC: Como o UNICEPLAC te ajudou nessa conquista? 

Lídia Cruz: Me ajudou desde quando entrei na faculdade, pois eu só tinha 16 anos quando comecei a cursar Medicina Veterinária, e o UNICEPLAC me ajudou no meu desenvolvimento pessoal quanto no profissional, e eu tive a oportunidade de estudar com professores excepcionais, destaco alguns que marcou muito, como a Professora Vanessa Mustafa, Professora Carolina Mota, Professor Heitor Teixeira, Professora Daniela Brandão, Professor Léo Lucas, Professor Cristiano e Professora Rita Campbell. 

A qualidade de ensino e o conhecimento transmitidos me influenciou muito em minhas escolhas, e me fez dedicar ainda mais à profissão que escolhi para minha vida. 

Curso de Medicina Veterinária recebe nota máxima na avaliação do MEC

Editoria: Medicina Veterinária

De acordo com o Conselho Federal de Medicina Veterinária (CFMV), o Brasil se tornou, em 2015, o país com mais médicos veterinários no mundo. A profissão, que apresenta diferentes áreas de atuação, é fundamental para promover e preservar a saúde dos animais, sejam eles de pequeno, médio ou grande portes. No Distrito Federal, o Centro Universitário...

De acordo com o Conselho Federal de Medicina Veterinária (CFMV), o Brasil se tornou, em 2015, o país com mais médicos veterinários no mundo. A profissão, que apresenta diferentes áreas de atuação, é fundamental para promover e preservar a saúde dos animais, sejam eles de pequeno, médio ou grande portes.

No Distrito Federal, o Centro Universitário Uniceplac, localizado no Gama, foi responsável por apresentar grandes êxitos para o curso de graduação da área, em 2019. Entre as conquistas do ano, o curso de Medicina Veterinária do centro universitário obteve nota máxima (Nota 5) na avaliação do Ministério da Educação (MEC).

“A avaliação do MEC traz o reconhecimento do trabalho de uma equipe qualificada e comprometida. O Uniceplac tem tradição no ensino da Medicina Veterinária e realiza esse trabalho com maestria há 22 anos. A nota ‘5’ veio coroar a dedicação da equipe e é motivo de muito orgulho para nossos alunos”, celebra Daniella Ribeiro Guimarães, formada pela Universidade Estadual do Maranhão (UEMA) e coordenadora do curso de Medicina Veterinária do Uniceplac.

O curso de Medicina Veterinária da instituição permite um aprendizado baseado em vivências. O aluno entra em contato com a realidade profissional desde o início do curso, sendo capaz de aprender os valores do trabalho em equipe e das decisões individuais.

Daniella Ribeiro pontua que o centro universitário dispõe da Clínica Escola no próprio campus, o que incentiva o contato com pequenos e grandes animais para promover o aprendizado de qualidade.

“O corpo docente, composto por mestres e doutores, é qualificado para estar envolvido com projetos de extensão e iniciação científica. Buscamos apresentar um ensino baseado em metodologias ativas e estratégias pedagógicas que flexibilizam o processo de ensino-aprendizagem”, complementa.

Além disso, o Uniceplac foi responsável por apresentar inovações para o curso ao longo deste ano. Entre as novas ferramentas tecnológicas, já é possível encontrar no campus simuladores de pequenos animais, sala de projeção de cirurgias direto dos centros cirúrgicos, mesa anatômica e sala de aula invertida.

"Queremos oferecer sempre o melhor para os nossos alunos. Para 2020, buscaremos ampliar o laboratório de habilidades veterinárias e, ao longo do ano, implantaremos simuladores de grandes animais como estratégias inovadoras do curso", pontua a profissional.

Brumadinho e o Uniceplac - Os cães Nikki, Thor, Zeca e Baco, integrantes da equipe de resgate do Corpo de Bombeiros Militar do Distrito Federal (CBMDF) no rompimento da barragem da Vale, em Brumadinho (MG), passaram pelo acompanhamento de professores e alunos de Medicina Veterinária da Clínica Veterinária do Uniceplac, localizado no Gama (DF).

O diretor da Clínica, Igor Zimoyski, juntamente com os estudantes, acompanhou o estado de saúde dos cães para verificar o aparecimento de alterações crônicas a longo prazo.

“Entre as ações que realizamos em 2019, o atendimento aos cães de Brumadinho foi de extrema importância para o Uniceplac. Ficamos honrados em dar suporte aos cães da equipe de resgate do Corpo de Bombeiros Militar do Distrito Federal que participaram dessa missão”, informa a coordenadora.

ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO – UNICEPLAC

Proativa Comunicação

Egressos de sucesso

Editoria: Medicina Veterinária

Tem história de sucesso na Medicina Veterinária também, entrevistamos o Júlio Rafael de Melo Pereira, 29 anos, egresso da casa. Pós-graduado em Clínica e Cirurgia de Grandes Animais —  UNB, e Mestrado em Fisiologia do exercício em equinos — UNB. Rafael, desde pequeno já sabia que iria cursar Medicina Veterinária, lá pelo 5° semestre do curso, o cavalo que ele...

Tem história de sucesso na Medicina Veterinária também, entrevistamos o Júlio Rafael de Melo Pereira, 29 anos, egresso da casa. Pós-graduado em Clínica e Cirurgia de Grandes Animais —  UNB, e Mestrado em Fisiologia do exercício em equinos — UNB.

Rafael, desde pequeno já sabia que iria cursar Medicina Veterinária, lá pelo 5° semestre do curso, o cavalo que ele mais gostava veio a óbito por uma doença clínica. Foi quando decidiu priorizar clínica e cirurgia em equinos, atualmente atua dando consultoria no treinamento de cavalos esportivos e faz parte de uma equipe de cirurgia e clínica, operando e clinicando. Vamos conhecer a história do Rafael Pereira!

 UNICEPLAC: como foi a sua escolha de curso?

Rafael Pereira: Cresci lidando com cavalos em um haras que meu pai trabalhava. Desde criança já tinha em mente de um dia fazer medicina veterinária e me tornar um bom médico veterinário para poder cuidar da saúde dos cavalos.

UNICEPLAC: Quais os pontos influenciaram a sua decisão na hora de escolher o UNICEPLAC?

Rafael Pereira: Na época ainda era faculdade, então primeiro por ser uma faculdade renomada do Distrito Federal. Quando visitei e conheci a estrutura física da mesma, não tive dúvidas que ali seria onde eu iria estudar. Instalações bem projetadas, bons laboratórios, hospital para aulas práticas de muita qualidade, salas de aulas confortáveis e uma excelente biblioteca.

UNICEPLAC: Lá pelo 5° Semestre, qual a sua matéria preferida? Já tinha escolhido a sua área de atuação (especialidade)?

Rafael Pereira: As minhas matérias preferidas desde o início foram; anatomia, patologia geral, semiologia de grandes animais e clinica e cirurgia de grandes animais. Inicialmente entrei na faculdade com o intuito de trabalhar na área de reprodução de equinos. No entanto, quando eu estava exatamente no 5° semestre o cavalo que eu mais gostava acabou indo a óbito por causa de uma doença clinica. Desde então comecei a estudar e priorizar a clínica e cirurgia em equinos, área que trabalho e sou apaixonado atualmente.

UNICEPLAC: Quais os momentos da graduação que te trouxeram mais felicidade?

Rafael Pereira: Momentos das aulas práticas de grandes animais. Era melhor parte de toda minha graduação.

UNICEPLAC: Quais os laboratórios ou salas do UNICEPLAC preferidos?

Rafael Pereira: Laboratório de anatomia, patologia geral, sala de semiologia de grandes animais.

UNICEPLAC: Amigos ou professores que marcaram a graduação?

Rafael Pereira: Durante a graduação fiz grandes amigos como; Jeane, Jaqueline, Cassia, Maice, Pedro, João. Em especial meu amigo Gabriel Barros De Deus que foi um grande irmão nos momentos de maior dificuldade durante a graduação. Também alguns professores que me marcaram bastante como; Vanessa, Giovana, Margarete, Paulo, Cristiano, Reginaldo, Leo Lucas. Esses professores agregaram muito não só no meu crescimento profissional, mas também no meu crescimento pessoal e intelectual.

UNICEPLAC: Como foi a construção da carreira na graduação e pôs?

Rafael Pereira: Procuro fazer o melhor sempre. Por isso me dedico ao máximo para extrair o melhor de mim. Na graduação e pós não foi diferente. Apesar das dificuldades que encontrei, procurei fazer o melhor. Estudando, me atualizando, estagiando em lugares de referência, trocando ideias com pessoas mais experientes, participando de congressos, cursos, palestras, fazendo investimentos em materiais de estudo e sempre me dedicando a profissão.

UNICEPLAC: Como o UNICEPLAC contribuiu para que você se tornasse o profissional que é hoje?

Rafael Pereira: UNICEPLAC me deu toda base para que eu me tornasse um bom profissional, e me ensinou o caminho a ser percorrido para que cada dia eu pudesse ir me aprimorando na profissão. Sem dúvidas o UNICEPLAC foi uma peça impar para que eu conseguisse realizar meu sonho que era fazer medicina veterinária e alcançar meu objetivo que era ser um bom médico veterinário.

Entrevista por: Stéfany Silva 

Alunos de Medicina Veterinária realizam evento na Escola Classe 16 do Gama

Editoria: Medicina Veterinária

     Os alunos de Medicina Veterinária do UNICEPLAC realizaram um evento com alunos do Quarto e Quinto anos da Escola Classe 16 do Gama. Na ocasião, nossos alunos apresentaram um teatro sobre o sistema cardiovascular dos animais domésticos para as crianças e realizaram pinturas, desenhos e brincadeiras sobre o tema.      Esse teatro...

     Os alunos de Medicina Veterinária do UNICEPLAC realizaram um evento com alunos do Quarto e Quinto anos da Escola Classe 16 do Gama. Na ocasião, nossos alunos apresentaram um teatro sobre o sistema cardiovascular dos animais domésticos para as crianças e realizaram pinturas, desenhos e brincadeiras sobre o tema.

     Esse teatro foi parte da disciplina Projeto Integrador, que visa associar as disciplinas nas quais os alunos estão cursando com a área de extensão.

Alunos de Medicina Veterinária entregam doações arrecadadas na Campanha do Agasalho

Editoria: Medicina Veterinária

Além da entrega de doações os alunos também banharam todos os animais do canil Os alunos do curso de Medicina Veterinária, liderados pelos membros da Atlética EquiValente, foram entregar as doações arrecadadas na Campanha do Agasalho “Solidariedade Aquece Animais”, no Canil do Acolhimento, situado na Cidade Ocidental – GO. O canil atende atualmente 40 cães...

Além da entrega de doações os alunos também banharam todos os animais do canil

Os alunos do curso de Medicina Veterinária, liderados pelos membros da Atlética EquiValente, foram entregar as doações arrecadadas na Campanha do Agasalho “Solidariedade Aquece Animais”, no Canil do Acolhimento, situado na Cidade Ocidental – GO.

O canil atende atualmente 40 cães adultos e 20 filhotes e se mantém por meio de doações e de ações que promovem. Antes de chegarem ao canil, os cães são encontrados na rua, a maioria com algum problema de mobilidade, onde foram atropelados ou estavam com feridas e machucados pelo corpo.

“Foi algo surreal e muito importante poder ajudar aqueles animais para que eles pudessem ter o mínimo de conforto, recebendo os agasalhos. O dono do abrigo faz um trabalho excepcional com o pouco de doação que recebe e a campanha do agasalho serve para que lugares como o abrigo do acolhimento continue existindo e levando qualidade de vida e amor para os animais que já sofrem tanto com o abandono. ” – destacou a Vanessa (sobrenome), aluna do 6° período de Medicina Veterinária.

 O Centro Universitário UNICEPLAC agradece a todos que abraçaram a causa, doaram e fizeram parte dessa ação.

Professores de Medicina Veterinária e Medicina realizam visita técnica

Editoria: Medicina Veterinária

 Professores visitam a SCITECH, indústria de dispositivos médicos No dia 15 de maio, dez professores dos cursos de Medicina Veterinária e Medicina, acompanhados de dirigentes do UNICEPLAC, visitaram a empresa SCITECH, localizada em Aparecida de Goiânia – GO, com o objetivo de conhecer a estrutura, os produtos desenvolvidos e industrializados, os processos e, principalmente, as...

 Professores visitam a SCITECH, indústria de dispositivos médicos

No dia 15 de maio, dez professores dos cursos de Medicina Veterinária e Medicina, acompanhados de dirigentes do UNICEPLAC, visitaram a empresa SCITECH, localizada em Aparecida de Goiânia – GO, com o objetivo de conhecer a estrutura, os produtos desenvolvidos e industrializados, os processos e, principalmente, as áreas de pesquisa clínica e inovação da indústria, com vista a eventual celebração de uma cooperação técnica para linhas de pesquisas em novos produtos.

Na oportunidade, os professores do UNICEPLAC foram recebidos pelos dirigentes da SCITECH, Luciano Curado - Diretor Técnico, Eduardo Cordeiro - Gerente de Pesquisa & Desenvolvimento e a Juliana Castro - Gerente de Pesquisa Clínica.

Para Luciano, a visita dos representantes do UNICEPLAC à indústria “foi importante para alinharmos potenciais de colaboração entre a SCITECH e uma instituição de ensino superior de nossa região. Pudemos mostrar nossas instalações, nossa tecnologia e o que pensamos em termos de projetos futuros para facilitar a identificação de complementaridade de trabalho.”

Fundada em 2002, a SCITECH é a primeira indústria 100% brasileira de dispositivos médicos minimamente invasivos. Com uma estrutura com mais de 42.000 m², sendo 5.500 m² de área construída, a indústria centraliza todas as etapas produtivas e com o estado da arte na fabricação de produtos médicos hospitalares, envolvendo processos como corte a laser, eletro-polimento, crimpagem, solda a laser, processo de recobrimento de stents de alta tecnologia, autoclaves de esterilização por OE, entre outros. Com equipamentos de última geração na fabricação e rigoroso controle de qualidade em seus produtos, a indústria é certificada com ISO 9001, ISO 13.485 e boas práticas de fabricação da ANVISA.

Em uma oportunidade anterior, os dirigentes da SCITECH, vieram a Brasília, para conhecer o UNICEPLAC, onde foram recebidos pela Pró-Reitora Acadêmica, Professora Kelly Santiago. Na ocasião, foram apresentadas as edificações e instalações que compõem o Hospital Veterinário – HOVET, Biotério, Laboratórios, entre outras.

“Ficamos muito satisfeitos em saber como o UNICEPLAC está muito bem conceituado nas avaliações do MEC, em encontrar os profissionais da instituição, saber um pouco de suas especialidades e também de poder ter tido a oportunidade de visitar as suas instalações, que são muito bem preparadas e modernas. Acreditamos que podemos, em breve, ter uma parceria para desenvolvimento de projetos de pesquisa animal e humana entre as duas instituições." – completou o Diretor Técnico da SCITECH.

Com a excelência evidenciada por ambas as instituições, a coordenadora e professora do curso de Medicina Veterinária do UNICEPLAC, Daniella Mendes ressaltou que “a parceria trará para a nossa instituição, sobretudo, para os cursos de Medicina Veterinária e Medicina, um importante ganho no âmbito da pesquisa científica, principalmente, voltado para as cirurgias cardiovasculares experimentais.”

Alunos da Medicina Veterinária realizam cirurgia cardíaca em cadela

Editoria: Medicina Veterinária

Alunos do Núcleo de Estudos de Pequenos Animais realizaram cirurgia cardíaca em cadela que corria risco de vida Os alunos do projeto, Núcleo de Estudos de Pequenos Animais, do curso de Medicina Veterinária do UNICEPLAC, realizaram uma cirurgia torácica na Beer, cadela maltês de 1 ano, que estava correndo risco de vida. A doença que...

Alunos do Núcleo de Estudos de Pequenos Animais realizaram cirurgia cardíaca em cadela que corria risco de vida

Os alunos do projeto, Núcleo de Estudos de Pequenos Animais, do curso de Medicina Veterinária do UNICEPLAC, realizaram uma cirurgia torácica na Beer, cadela maltês de 1 ano, que estava correndo risco de vida. A doença que a cadela tinha era a Persistência de Ducto Arterioso (PDA), uma cardiopatia congênita.

Cardiopatia congênita

As cardiopatias congênitas se dão pela má formação do coração e/ou de grandes vasos congênitos, e constituem as principais causas de mortalidade cardíaca nos animais jovens. Elas têm origem em alguns fatores, podem ser eles, toxicológicos, nutricionais, infecciosos, ambientais e farmacológicos. A PDA é uma das anomalias cardiovasculares congênitas mais encontrada em cães, com incidência de sete a cada mil nascidos, sendo que as fêmeas têm mais predisposição à cardiopatia.

O que é a PDA

Na gestação canina, os pulmões do feto ainda estão inativos e para que ele consiga oxigênio adequadamente, a cadela passa o oxigênio através do cordão umbilical, que fica ligado à placenta do feto, à placenta da cadela e o endométrio. A aorta é ligada à artéria pulmonar por meio de um vaso conhecido como ducto arterioso, pelo qual o sangue oxigenado é desviado dos pulmões, fluindo diretamente da placenta materna para o corpo do feto.

Quando o feto nasce há expansão dos pulmões e um aumento da PO², que contribui para o fechamento do ducto arterioso e sua transformação em ligamento arterioso. O ducto pode ficar aberto nos filhotes com menos de quatro dias de idade e em geral está fechado entre sete e dez dias após o nascimento. Quando alguma coisa dá errado e o ducto não se fecha, se caracteriza a Persistência de Ducto Arterioso (PDA) ou Ducto Arterioso Patent, com a necessidade de intervenção cirúrgica rápida.

Vamos entender melhor como foi o tratamento da PDA que a Beer tinha.

No caso tratado aqui no UNICEPLAC, primeiramente foi realizado o exame ecocardiograma, com os alunos acompanhando a avaliação semiológica. Em seguida, o caso clínico foi discutido e praticado pelos alunos, com a supervisão dos professores. Com o estudo das técnicas que seriam usadas na cirurgia, a aplicação em cadáver e a avaliação de todos os complicadores para se preparar para qualquer situação. Após isso, a Beer foi encaminhada para o centro cirúrgico, onde foi delineado uma equipe com profissionais, doutores de cirurgia e clínica veterinária, alunos e a anestesista Joseane Sales, do Hospital Veterinário (HOVET).

Desta forma, foi realizado de imediato o tratamento cirúrgico na comunicação entre a aorta e a artéria tronco pulmonar para fechar o ducto. Uma cirurgia simples, porém, de grande risco, tendo em vista a possibilidade de ocorrer alguns complicadores, como, por exemplo, a hipertensão. Entretanto, a cirurgia foi um sucesso, graças a um ótimo trabalho em equipe, que envolveu cerca de 20 pessoas, entre profissionais, alunos e professores.

Participante da equipe que trabalhou na cirurgia da Beer, a aluna, Gabriela Bowen do oitavo período, contou como foi a experiência, que virará tema do seu TCC.

“Foi um imenso prazer ser escolhida para fazer parte da equipe e poder acompanhar todo o caso de perto. Foi um dia intenso, mas, que ao final, ficamos super felizes com a recuperação da Beer. Ver a alegria da família e o animal bem é muito gratificante.”

No pós-cirúrgico foi feito o monitoramento de emergência, durante 24h, totalizando 40 horas entre todos os procedimentos. Após todos os procedimentos e a retirada dos pontos, que ocorreu no dia 10 de maio, a mamãe da Beer, senhora Linda Mackenz agradeceu toda a assistência prestada pelo UNICEPLAC.

                         “Estou sem palavras para explicar todo o cuidado que a Beer teve aqui no HOVET, desde a atenção dos alunos e de toda a equipe, até o cuidado com os sinais clínicos e bem-estar”.

Fique atento

Você, que tem cachorro, deve ficar atento, pois o tratamento medicamentoso para PDA não é curativo, sendo a correção cirúrgica recomendada em todos os casos, com desvio da esquerda para a direita, em animais com menos de 2 anos ou com mínimos riscos anestésicos.


Equipe Cirúrgica 

Professor Cirurgião: 
Guilherme Kanciukaitis

Anestesista:
Med. Vet. Josiane Almeida Sales

Professora Clínica Médica:
Fabiana Volkweis

Alunos do 7º e 9º período do UNICEPLAC: - Augusto Stefan

- Bruna Ros 

- Gabriela Bowen

- Jacqueline Souza

- Mario Roberto

- Murilo Oliveira

UNICEPLAC adquire novos simuladores e mesa anatômica para o curso de Medicina Veterinária

Editoria: Medicina Veterinária

 Foram adquiridos simuladores animasi e a mais moderna mesa digital interativa            Nosso curso de Medicina Veterinária adquiriu novos exemplares de simuladores para os estudos voltados à área de pequenos animais e uma mesa anatômica para aprimoramento de conhecimento nas mais diversas disciplinas do curso. Tais aquisições elevam o curso a...

 Foram adquiridos simuladores animasi e a mais moderna mesa digital interativa 

          Nosso curso de Medicina Veterinária adquiriu novos exemplares de simuladores para os estudos voltados à área de pequenos animais e uma mesa anatômica para aprimoramento de conhecimento nas mais diversas disciplinas do curso. Tais aquisições elevam o curso a um seleto grupo de instituições nacionais que fazem a utilização de ferramentas tecnológicas e inovadoras para o ensino da Medicina Veterinária.

Confira abaixo a descrição dessas aquisições.

— Mesa de simulação anatômica – Esta mesa permite o reconhecimento da anatomia e fisiologia de estruturas de animais, reconhecimento das estruturas de tecidos e estudo de imagens normais e alteradas e sua relação com as patologias dos animais. 

— Manequim Critical Jerry – Este é um simulador canino avançado para prática veterinária. Ele foi desenvolvido para o treinamento avançado, simulando atendimento em uma sala de emergência completa para formação veterinária. Critical Jerry tem a capacidade de simular trauma e oferece acesso jugular e vascular. Representações realistas da traqueia, esôfago e epiglote são construídas para a via aérea.

— Pata Canina para Treinamento de Sutura – Este simulador monstra as camadas internas da pele, tecido adiposo e tecido muscular, permitindo uso para suturas internas e externas.

— Braço Canino para Injeção Venosa – Este simulador permite o treinamento de injeções intravenosas. 

— Simulador PAD para treinamento de Ovariohisterectomia (Castração) Canina – O modelo canino de Ovariohisterectomia (castração) apresenta um órgão reprodutor feminino muito realista, incluindo a região do colo do útero, corpo uterino, cornos uterinos, ovários, artérias e veias ovarianas, ligamentos suspensórios e membrana para realismo. Também incorporados ao modelo estão a bexiga, os ureteres e o colón. O modelo também ajuda os alunos a praticar suas habilidades de sutura na musculatura da parede abdominal e camadas de pele após a conclusão do procedimento de Ovariohisterectomia.

        Simulador PAD para treinamento de Orquiectomia canina – O modelo canino de Orquiectomia (castração) apresenta testículos realistas e epidídimo testicular, juntamente com os vasos sanguíneos testiculares e os dutos espermáticos que precisam ser removidos durante o procedimento. A túnica vaginal também está presente.

     Estamos aguardando a chegada de mais simuladores. As aquisições para o curso de Medicina Veterinária complementam os laboratórios do UNICEPLAC, promovendo o maior número de possibilidades de situações reais aos alunos para que se desenvolvam os melhores médicos veterinários.