Discentes de Engenharia Civil contribuem na elaboração do Plano Diretor Desenvolvimento Urbano do Novo Gama-GO

Recorde no DF: Alunos constroem Ponte de Macarrão suportando mais de 225kg!

Editoria: Engenharia Civil

Nossos alunos do curso de Engenharia Civil construíram pontes de macarrão com objetivo de suportar a maior quantidade de peso possível. O primeiro lugar foi para o grupo do aluno Cleiton Silva.

Nossos alunos do curso de Engenharia Civil construíram pontes de macarrão com objetivo de suportar a maior quantidade de peso possível.

O primeiro lugar foi para o grupo do aluno Cleiton Silva, que junto à sua equipe (Francisco Soares, Guilherme Temoteo, José Júnior e Pedro Figueredo), conseguiu colocar 225,4kg em pesos na ponte de macarrão construída por seu grupo.

Competição Ponte de Macarrão

Realizada em várias instituições do Brasil e do mundo, a competição teve sua primeira aparição na instituição Okanagan College, na Colúmbia Britânica, no ano de 1983. Já no Brasil, a primeira competição ocorreu na Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), no ano de 2004.

O objetivo é envolver os alunos dos cursos da área tecnológica, a fim de estabelecer uma relação dos assuntos teóricos estudados na disciplina Resistência dos Materiais e disciplinas afins, com a prática projetual. 

Ao longo do curso de graduação de Engenharia Civil os alunos desenvolvem disciplinas para o conhecimento e cálculo das tensões e resistência dos materiais, a fim de aplicar esses ensinamentos em estruturas maiores, como de concreto armado, estruturas metálicas e de madeira. 

Com base nisso, a ideia era aplicar esses conhecimentos adquiridos de análise estrutural em uma miniatura, no caso em específico, a ponte de macarrão. Deveria ser desenvolvida através do espaguete de nº 7 da marca Barilla e cola epóxi do tipo massa (Durepoxi, Polyepox, Poxibonder, etc.)

O recorde adquirido pelo grupo está dentro da categoria que abrange os requisitos mínimos exigidos, que pela regra deveriam ter: no mínimo 1m de comprimento, 20cm de largura, 50cm de altura e pesar no máximo 1,150kg.

Confira a seguir mais fotos do dia da competição.

A Startup de Tecnologia da Informação do UNICEPLAC vai até você!

Editoria: Engenharia Civil

Nesse semestre o projeto realizou planos de consultoria para capacitações técnicas para a comunidade

Nesse semestre o projeto realizou planos de consultoria para capacitações técnicas para a comunidade

O projeto Startups de Tecnologia da Informação foi criado em 2020 em parceria entre os cursos de Engenharia de Software e Tecnologia da Informação. Desde então, a cada semestre traz uma proposta diferente, baseada em metodologias ativas, estudos de casos e projetos interativos.

O tema do semestre é definido pelo coordenador do curso e do projeto Washington Ribeiro, com os professores Osman Bras e Sebastião Ivaldo. Os alunos são escolhidos por meio de processo seletivo com o lançamento do edital no início semestre. 

Nesse semestre o projeto realizou planos de consultoria para capacitações técnicas da comunidade. A primeira fase foi uma consultoria no Centro de Integrado a Educação Profissional do Gama - CEMI, e além da capacitação técnica também teve amostragem de novas tecnologias. O objetivo é levar conhecimento sobre inovações tecnológicas à comunidade e, ao mesmo tempo, capacitar e dar experiências profissionais aos nossos alunos.  

O coordenador Washington Ribeiro explica sobre os benefícios do projeto para a formação acadêmica e profissional dos discentes de ambos os cursos, “O projeto capacita e promove experiências  em processos de tecnologia da informação, de acordo com situações que envolvam os conhecimentos teóricos, técnicos e práticos aplicados no decorrer do curso. Fazendo relações entre os conteúdos multidisciplinares entre as áreas de desenvolvimento de software, infraestrutura de redes, segurança da informação, banco de dados, gestão e governança de TI e demandadas pelo mercado de trabalho, áreas que mais cresce mundialmente, em termos de empregabilidade."

Os alunos que participam se veem mais integrados ao universo da tecnologia, pois trocam conhecimento com outros alunos e profissionais da área. Outro ponto positivo é o contato com a comunidade, ensinar outras pessoas fortalece o aprendizado e estimula a ampliação do conhecimento. O Alexandre do 6° Semestre de Sistemas da Informação confirma: "Temos a oportunidade de entender como funciona um projeto de tecnologia, na prática, ensinando o que aprendemos na faculdade através dos mini treinamentos. Também interagimos com pessoas de outras profissões, trocando informações e conhecimentos.”

Os interessados em participar do projeto para o próximo semestre, podem entrar em contato com a coordenação do curso de Tecnologia da Informação.

Discentes de Engenharia Civil contribuem na elaboração do Plano Diretor Desenvolvimento Urbano do Novo Gama-GO

Editoria: Engenharia Civil

A participação foi na elaboração do Diagnóstico Técnico, primeiro passo para a elaboração do plano

A participação foi na elaboração do Diagnóstico Técnico, primeiro passo para a elaboração do plano 

Discentes do curso de Engenharia Civil do Uniceplac participaram da construção do Diagnóstico Técnico Participativo do Plano Diretor do município do Novo Gama-GO. O Diagnóstico técnico é a primeira etapa para a elaboração do Plano Diretor de Desenvolvimento Urbano por completo.

O Diagnóstico do Plano foi realizado por meio de uma cooperação técnica voluntária do Núcleo GEOcivitas/CEAM da Universidade de Brasília, coordenado pela Prof° Dra. Mônica Veríssimo dos Santos, e curso de Engenharia Civil do Uniceplac, coordenado pela Prof° Dra. Aline Carolina da Silva. Para atender a demanda do Ministério Público de Goiás. 

O documento foi elaborado de setembro a dezembro de 2021 pelas equipes responsáveis. A elaboração contou com mapeamentos georreferenciados, questionários com os núcleos econômicos do município, pesquisas de saneamento básico, entre outros que pudessem subsidiar as futuras tomadas de decisões locais.

O Plano é uma ferramenta de grande vália para orientar e dirigir o desenvolvimento de um município nos aspectos econômicos, físico e social, conforme o Estatuto da Cidade, Lei Federal n° 10.257/2001. Sendo também por ele estabelecido o alcance das metas da Agenda 2030, Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS).